sexta-feira, 16 de dezembro de 2005

1ª Eliminatória - Desperta Sábios






The Artist's Wife (Périe, 1849–1887) Reading,1883
Albert Bartholomé (French, 1848–1928)
Catharine Lorillard Wolfe Collection, Wolfe Fund, 1990

8º B

Ana Catarina B. Perpétuo

9ºB

Adriano Carvalho

Pedro Guerra

Pedro Primo

Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!

domingo, 4 de dezembro de 2005

Concurso Desperta Sábios



Só para quem gosta de ler e de saber em Português!!!

(7º, 8º, 9º)

INSCRIÇÕES, NA BIBLIOTECA, ATÉ 7 DE DEZEMBRO
Consulta o regulamento e participa já!

Sugestão de leitura





CRÓNICA DE AMOR E MAR de Maria João da Câmara Lisboa, Sopa de Letras, 13.45 €



Assumindo-se como um retrato da sociedade portuguesa setecentista (a acção decorre entre 1560 e 1710), dividida entre Lisboa e o Império Português no Oriente, no âmbito do qual a autora caracteriza a vida na corte e as casas da fidalguia, a dureza da roda dos expostos, onde eram abandonadas as crianças enjeitadas e a vida atribulada dos marinheiros nas longas travessias até ao Oriente, a acção de Crónica de Amor e Mar desenrola-se a partir da voluptuosa mas trágica história de amor entre D. Leonor e D. Henrique. Uma história de amor que apesar de nunca assumida, resulta na gestação de uma criança que é imediatamente entregue à Roda dos Expostos, expostos de ontem e de hoje, a quem a autora dedica aliás este o livro, e cujo destino trágico apenas se alterará após a revelação do segredo que encerra o poderoso Dente Sagrado do Buda furtado pelos Portugueses no Oriente que se quebra aquando da súbita morte de D. Leonor...
À empolgante e quase «viciante» trama narrativa deste novo romance histórico, dado o traço quase policial que envolve a história, vem juntar-se ainda uma intensa e rigorosa investigação histórica visível também no estilo e linguagem utilizadas pela autora que procuram aproximar-
-se fielmente das praticadas na época.

sábado, 22 de outubro de 2005

DIA 24 DE OUTUBRO - DIA INTERNACIONAL DA BIBLIOTECA ESCOLAR



Deixe, nos comentários, uma sugestão de leitura.
Estamos curiosos...












Leon-Jean-Perrault-An-Interesting-Story

quarta-feira, 12 de outubro de 2005

Qual é a tua opinião?


  1. Que livro gostarias de ser?
  2. Já foste seduzido por uma personagem de ficção? Em caso afirmativo, refere o seu nome.
  3. Qual o último livro que leste?
  4. Que livros estás a ler?
  5. Indica os títulos de cinco livros que levarias para uma ilha deserta.

Responde, estamos curiosos por saber...

24.10- Dia Internacional das Bibliotecas Escolares

terça-feira, 11 de outubro de 2005

Estamos de volta!


As Curiosas - Fragonard

Após as tão merecidas férias, professores e alunos regressam para mais um ano de aprendizagem e convívio.
A equipa da biblioteca, à semelhança do ano anterior, promoverá um concurso na área da Língua e Literatura Portuguesas que se destina a todos os alunos do Ensino Básico.
Contamos com a tua sabedoria e participação.

sexta-feira, 24 de junho de 2005

PRÉMIOS DO CONCURSO "O AGULHEIRO DOS SÁBIOS"

RESULTADO DO CONCURSO” O AGULHEIRO DOS SÁBIOS” :

A ENTREGA DOS PRÉMIOS TERÁ LUGAR NA FESTA DE ENCERRAMENTO DAS ACTIVIDADES LECTIVAS


BÁSICO

1º lugar: ADRIANO NOVAIS DE CARVALHO, 8ºD
LEITOR MP3 - OFERICIDO PELA ASSOCIAÇÃO DE PAIS

2º lugar: DIOGO MENDES FURTADO, 7ºA
VIAGEM NO SADO – OFERECIDA PELA EMPRESA “VERTIGEM AZUL”

SECUNDÁRIO

1º lugar: VANESSA ALEXANDRA CARVALHO, 12ºA
LEITOR MP3 - OFERICIDO PELA ASSOCIAÇÃO DE PAIS

2º lugar: TITO RENDAS, 11ºG
UM FIM-DE-SEMANA NUM ALBERGUE DA JUVENTUDE (ALOJAMENTO)3º - OFERECIDA PELA ESCOLA

3º lugar: INÊS BAPTISTA, 11ºG
UM EXEMPLAR DA HISTÓRIA DA LITERATURA PORTUGUESA EM Cd-rom - PORTO EDITORA

quarta-feira, 15 de junho de 2005

RESULTADO DO CONCURSO ”O AGULHEIRO DOS SÁBIOS”

BÁSICO

1º lugar: ADRIANO NOVAIS DE CARVALHO,8ºD
2º lugar: DIOGO MENDES FURTADO, 7ºA


SECUNDÁRIO

1º lugar: VANESSA ALEXANDRA CARVALHO,12ºA
2º lugar: TITO RENDAS, 11ºG
3º lugar: INÊS BAPTISTA, 11ºG


A ENTREGA DOS PRÉMIOS TERÁ LUGAR NA FESTA DE ENCERRAMENTO DAS ACTIVIDADES LECTIVAS

terça-feira, 17 de maio de 2005

CONCURSO "O AGULHEIRO DOS SÁBIOS"-1ªFASE

ESCOLA SECUNDÁRIA DE BOCAGE

CONCURSO –“ O AGULHEIRO DOS SÁBIOS”

1ªFASE

Questões e Respostas:

1. Caracterizado essencialmente pelo despertar da curiosidade científica, o século XVIII conta com o aparecimento de inúmeras invenções. Qual das invenções não pertence a este século?

0 A máquina a vapor
0 A pilha
X A roda

2. A electricidade foi objecto de estudo apaixonado no séc.XVIII. Um físico da Universidade de Leiden, Pieter van Murschenbroek, inventou um objecto para armazená-la: A garrafa de Leiden. Qual o país de origem deste invento?

X Holanda
o Áustria
o Espanha

3. Em 1747, um cientista e estadista norte-americano elaborou uma teoria sobre a electricidade, baseando-se numa série de experiências levadas a cabo durante trovoadas, com um papagaio de papel preso a uma garrafa de Leiden. Como se chamava esse cientista?

o Marconi
X Benjamin Franklin
o Voltaire

4. Nos finais do séc. XVIII, um cientista italiano descobriu que se podia gerar electricidade, empilhando discos de metais diferentes, separados por discos de tecido embebido em água salgada. Foi a primeira “Pilha”. Em sua honra, ainda hoje se mede a diferença de potencial eléctrico em “volts”, uma variante do seu nome. Como se chamava este inventor?

o Voltaire
o Pasteur
X Volta

5. Os botânicos do séc. XVII tinham já definido o conceito de espécie. Lineu, todavia, reformulou este conceito, definindo-o como um grupo de seres vivos:

o com só uma característica comum
X com um mesmo conjunto de características
o com descendência fértil

6. Os antigos Gregos foram os primeiros a desenvolver um sistema de classificação dos seres vivos.
Mas o florescimento da Sistemática surgiu apenas no séc. XVIII, com a obra de Carl Von Linné, que criou para o mundo vegetal uma nova classificação, partindo:


o da semelhança das cores
X das características sexuais
o das características do sistema vascular


7. O estrangeirado, Bartolomeu de Gusmão, que viveu no magnífico século das Luzes, notabilizou-se com a invenção da:

o viola
o palmatória
X passarola

8. Em 1783, os irmãos Michel e Étienne Montgolfier construíram o primeiro balão da História, tornando possível ao homem voar pela primeira vez. Chamou-se a este aeróstato a “Montgolfière”. Qual o país de origem deste invento?

o Inglaterra
X França
o Alemanha

9. Na segunda metade do séc.XVIII, graças aos progressos da tecnologia dos telescópios e nos cálculos astronómicos, um físico inglês, de nome Herschel, descobriu o sétimo planeta do Sistema Solar. Qual o planeta em causa?

c Mercúrio
X Urano
c Saturno

10. No séc. XVIII, uma série de inventos e aperfeiçoamentos, como o cronómetro, o sextante ou o octante, tornaram possível a medição precisa da posição de um navio em alto mar. Como se chama a coordenada geográfica que é medida, tendo em conta a distância angular em relação ao Meridiano de referência de Greenwich, e que só nesta altura se conseguiu calcular?

o Latitude
o Altitude
X Longitude

11. Um importante contributo para o conhecimento do corpo humano veio do fisiólogo Albrecht von Haller, que depois de analisar o comportamento dos músculos conclui que os impulsos e as percepções são transmitidas ao cérebro:

X pelos músculos
o pelos ossos
o pelo sangue

12. Com o surgimento dos novos ideais progressistas, veiculados sobretudo pela Revolução Francesa, Bocage dedica várias composições poéticas ao tema de:

o alegria
X liberdade
o futuro

13. A palavra “mocho”, muito em voga no século XVIII, serve para designar:

o a um instrumento musical
o um licor
X um assento

14. Do curiosíssimo acervo literário de Manuel Maria Barbosa du Bocage fazem parte composições poéticas muito variadas. Indica aquela que não foi utilizada pelo poeta:

o soneto
o ode
X cantiga de amigo

15. Muito populares na época em que viveu Bocage, os lugares de convívio dos escritores e artistas eram designados por:

o bares
X botequins
o clubes

16. Tendo recebido uma formação clássica pela mão de um padre espanhol, Juan de Medina, Bocage decide seguir a carreira de:

o religioso
X militar
o advogado

17. Durante a sua juventude, Bocage viveu em Setúbal, que era uma cidade com grande movimento comercial. Indica o produto que era carregado no porto para exportação:

o tecidos
X laranja
o madeira

18. Após ter concluído um curso, Bocage decide embarcar para:

o Paris
o Londres
X Goa

19. Na sua viagem até à Índia, Bocage foi embarcado num veleiro. Qual o meio de propulsão dos navios desta época?

o Gasóleo
X Vento
o Carvão

20.Atormentado por uma vida de infortúnios, Bocage compara a sua sorte à de outro poeta que muito admira e venera. Indica o seu nome:

X Camões
o Fernando Pessoa
o Cesário Verde

21. Uma das principais referências literárias pré-românticas de Bocage, durante a sua adolescência, foi:

X Young
o Leonardo da Vinci
o Agustina Bessa Luís

22.As figuras femininas que surgem na poesia de Bocage tomam geralmente designações da Antiguidade Clássica. A sua amada é referida com o nome pastoril de:

o Joaquina
X Gertrúria
o Angélica

23.Proprietário do famoso Botequim das Parras, café contíguo ao Nicola, José Pedro da Silva manteve excelente relação de amizade com o poeta Bocage. Como era também designado?

o José, o Iluminado
X José Pedro das Luminárias
o José Pedro Aleluia

24.Os poetas da Nova Arcádia reuniam-se no “Monte Ménalo”.
A este lugar corresponde o:


o Parque de Monsanto
X Castelo de S. Jorge
oJardim de Alcântara

25.O Intendente da Polícia, Pina Manique, mantinha vigilância apertada nos locais de encontro/convívio. Os seus colaboradores eram designados por:

o bufos
X moscas
o piolhos

26.Sob a intendência de Pina Manique foram criadas a Academia do Nu e a Aula Régia de Desenho e Figura. Dois dos bolseiros na área da pintura são:

o Carlos Seixas e José Afonso
o Vieira Lusitano e Machado de Castro
X Domingos Sequeira e Vieira Portuense

27.Nos epigramas de carácter brincalhão, Bocage gosta especialmente de satirizar a actuação dos:

o políticos
o agricultores
X médicos

28.Das muitas obras traduzidas por Bocage algumas destinavam-se essencialmente a crianças. Refere o seu nome.

X Fábulas, de La Fontaine
o Cândido, de Voltaire
o Cartas Persas, de Montesquieu

29.Alvo de grande interesse e esplendor nas sociedades francesa e inglesa do século das Luzes, os jardins dos palácios são verdadeiras obras de arte. O Abade Delille, no poema intitulado “Jardins”, e que Bocage traduziu, refere-se à:

o arte de receber
X arte de aformosear as paisagens
o paixão pela jardinagem

30.Algumas das representações teatrais contemporâneas de Bocage eram levadas à cena nos principais teatros de Lisboa. A peça «A Virtude Laureada», de Bocage, foi representada em 1805 no teatro:

o Maria Matos
X do Salitre
o Cornucópia

31. Por ocasião do nascimento da Princesa D. Maria Teresa, Bocage compõe uma peça intitulada:

o A Estância do Fado
o A Alegria do Dia
X Elogio à Princesa

32.Conforme preceito da Nova Arcádia, o poeta Bocage adopta o nome bucólico ou o criptónimo de:

o Filinto Elísio
X Elmano Sadino
o Manuel Sadino

33.A expressão “quartas-feiras de Lereno” designam:

o quartas-feiras no teatro
X quartas-feiras em casa do conde de Pombeiro
o quartas-feiras em casa de Bocage

34.Às quartas-feiras, o grupo da Nova Arcádia encontrava-se para discutir:

o Moda
o Culinária
X Poesia

35.Vítima de algum infortúnio, Bocage é preso em 1797 por ter criticado:

X a Monarquia e a Igreja Católica
o a Revolução Francesa
o os escritores da época

36. Que Palácio, rodeado por jardins geométricos "à francesa” decorados com estátuas de chumbo vindas de Inglaterra e bustos de Itália, foi transformado, em 1775, em Palácio Real?

X Palácio de Queluz
o Palácio da Pena
o Palácio do Buçaco

37.Que Teatro, um dos mais notáveis teatros líricos europeus, com capacidade de 860 espectadores, foi inaugurado em Lisboa em 1793?

X Teatro S. Carlos
o Teatro D. Luís
o Teatro Trindade

38.A estátua equestre de D. José I, no Terreiro do Paço, inaugurada em 1775 é obra de que escultor?

o João Cutileiro
X Machado de Castro
o Siza Vieira

39.João Domingos Bontempo foi um músico português contemporâneo de Bocage. As suas composições foram escritas especialmente para que instrumento?

X piano
o acordeão
o guitarra


40.No final do séc. XVIII a Pintura, a Escultura, a Arquitectura e o Desenho eram as áreas artísticas principais; a gravura um meio de divulgação por excelência.
Qual o pintor contemporâneo de Bocage que produziu a famosa série de gravuras ”Os Caprichos”?


X Goya
o Fussli
o Delacroix

segunda-feira, 18 de abril de 2005

Semana dedicada a Bocage -18 a 22 de Abril

Exposições
“Bocage e a sua época” (Ensino Básico: Área-Projecto)
Maquetas de quebra-luzes (12ºE)
Poesia de Bocage em batik (Artes e Ofícios-8ºD/E)
No tempo de Bocage (Biblioteca)

DIA 19, às 17:00 (Auditório) – Palestra: “Dos Direitos do Homem à Constituição Europeia”
Dr.ª Zulmira Ribeiro

DIA 20, às 15:15 (Auditório) – Palestra: “Entre Setúbal e os seus leitores”
Doutores António Vilhena e João Ribeiro
(com a colaboração da Associação de Estudantes)

DIA 21, às 15:15 (Auditório) – Palestra: “Dos Direitos do Homem à Constituição Europeia”
Dr.ª Zulmira Ribeiro


ALMOCE NA ESCOLA UM MENU DO SÉC. XVIII !

Sopa Primavera com Ervilhas
Salada de Spaghetti com molhos verde e vermelho
Fruta de Inverno

Sopa à Portugueza
Choco Frito com Roupão
Crema Queimada

Sopa Dourada da Rainha
Vacca Estufada à Provençal
Laranja de Setúbal

Sopa Branca de Cebolas
Peitos de Peru à Princesa
Docinho de arroz

Canja
Frangas de Fricandó
Fruta da Primavera

quinta-feira, 14 de abril de 2005

Novidades : Livros e Dvd's - 2º Período

Livros:
Andam Faunos pelos Bosques- Aquilino Ribeiro
Monólogo a Duas Vozes- Mário Dionísio
Os Grão-Capitães- Jorge de Sena
Sociedade Musical e Recreativa União Setubalense- Coor. Luísa Araújo
Ensino da Literatura- Reflexões e Propostas a Contracorrente
Fragmentos de Apocalipse- Gonzalo Torrente Ballester
Vidas Escritas- Javier Marías
Literatura e Fantasma- Javier Marías
Fanny Owen- Agustina Bessa Luís
O Caso Clínico de Eça de Queirós- Ireneu Cruz
A Renascença Portuguesa-Um Perfil Documental- Paulo Samuel
A Renascença Portuguesa-Um Movimento Cultural Portuense- Alfredo Ribeiro dos Santos
Surtos I- Fernando Aguiar-Branco
Fundação EngºAntºde Almeida-Um Humanismo Aberto à Transcendência
EngºAntºde Almeida-Esboço Biográfico-Fernando Aguiar-Branco
Joaquim Seabra Pessoa ou o Engenho Sensível- Manuel Cadafaz dos Santos
Jaime Cortesão- Um dos Grandes de Portugal- Alfredo Ribeiro dos Santos
Europa-Adolfo Casais Monteiro
A Ciência e a Religião- Roberto Guilherme Woodhouse
Novas Páginas Avulsas- José Joaquim Rodrigues de Freitas e Jorge Fernandes Alves
Paulo Orosio- Su Vida y sus Obras- Casimiro Torres Rodríguez
Os Maias(Adaptação Teatral)- José Bruno Carreiro
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá- Jorge Amado
Uma Leitura do Gato Malhado e a Andorinha Sinhá- Carlos Nogueira Teixeira
Pensar e Fazer Engenharia com os Mais Novos- Org.Manuel Heitor
A Estrela de Doze Pontas- João Aguiar
Uma Páscoa de Aventuras- João Aguiar
Um Mistério em Sintra- João Aguiar
The Book of Heroic Failures - Sthephen Pile
Robinson Crusoe- Daniel Dafoe
Simply Suspense- Vários
The Room in the Tower- Rudyard Kipling and others
Forest Gump- Wiston Groom
Strangers on a Train- Patricia Highsmith
Classic Stories- Mystery and Adventure- Vários
The Mosquito Coast- Paul Theroux
Four Weddings and a Funeral- Richard Curtis
Airport- Arthur Hailey
The Body- Stephen King
Gladiator- Dewey Gram

DVD'S:
O Dia Depois de Amanhã
O Náufrago
Objectivo Lua- Tintim
Terminal de Aeroporto

domingo, 13 de março de 2005

SUGESTÃO DE LEITURA

“-Ainda és um insecto - dizia Falco. – Nunca hás-de ser outra coisa. – Mas Lourença não só tinha dentes mais fortes; o coração também estava mais valente e não se preocupava com aquelas injúrias. Até gostava de desafiar Falco, e sabia como havia de o incomodar de variadas maneiras. Marta tinha uma quantidade de namorados a quem ela prometia amor eterno; mas…”

Agustina Bessa-Luís, DENTES de RATO, Guimarães Editores Lisboa 1995

segunda-feira, 7 de março de 2005

Dia Internacional da Mulher

Dia Internacional da Mulher
PORQUÊ O DIA 8 DE MARÇO
Em 1857, dia 8 de Março, as operárias de uma fábrica têxtil de Nova Iorque entraram em greve, ocupando a fábrica, para reclamarem uma redução no horário de trabalho, de 16 para 10 horas. Recebiam menos de um terço do salário dos homens. Foram fechadas na fábrica onde, entretanto, se declarou um incêndio, e cerca de 130 mulheres morreram queimadas.
Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido, em homenagem àquelas mulheres, comemorar o 8 de Março como "Dia Internacional da Mulher". Em 1975 a Assembleia-geral das Organizações das Nações Unidas (ONU) decretou o dia 8 de Março como Dia Internacional da Mulher

domingo, 27 de fevereiro de 2005

OS LIVROS ESCOLHIDOS POR Emília Simões:

(continuação)O FEITICEIRO E A SOMBRA, de Ursula K. Le Guin, faz parte de uma obra chamada Trilogia de Terramar. Terramar é um mundo onde a tecnologia é essencialmente baseada na magia, havendo feiticeiros de vários graus e competências. É uma história de descoberta interior e de aprendizagem da mais essencial das sabedorias: a aceitação das nossas contradições e a sua resolução através de uma demanda incansável.
Ged, brilhante aprendiz da Escola de Feiticeiros, soltou um terrível demónio por causa de uma competição mesquinha com outro aprendiz. Esse demónio semeia o terror em toda a extensão de Terramar, e o dever obriga Ged a libertar o mundo deste demónio que os seus actos criaram.
Dragões, pedras malévolas, seres fabulosos e amigáveis, feiticeiros maus e amigos sinceros, estarão presentes nesta demanda, mas vencer o demónio será um acto de extrema solidão para Ged, que foi até onde ninguém ainda fora no Olha-Longe, o barco que ele próprio construiu com toda a sua arte de grande feiticeiro.

A NOITE E O RISO, de Nuno Bragança, constrói-se numa escrita muito própria, suponho que no domínio do chamado surrealismo.
Uma narrativa de angústia, perda e amor particularmente tocante e bem estruturada, e um retrato dos anos sessenta muito conseguido, por vezes chocante, por vezes lírico, belo e incontornável sempre.

JACQUES LE FATALISTE, de Diderot, é percorrido por uma ironia sábia e uma crítica muito fina a múltiplos aspectos não só do Ancien Régime mas também da natureza humana em geral.
Jacques, criado particular dum gentilhomme, viaja com o seu amo, e vai discorrendo com intenso cepticismo sobre a realidade das coisas e das pessoas, inspirado pelos acontecimentos com que se vão deparando. Muito interessante e completamente corrosivo!...

du Bocage para ...

Eu me ausento de ti, meu pátrio Sado,
Mansa corrente deleitosa, amena,
Em cuja praia o nome de Filena
Mil vezes tenho escrito, e mil beijado:

Nunca mais me verás entre o meu gado
Soprando a namorada e branda avena,
A cujo som descias mais serena,
Mais vagarosa para o mar salgado:

Devo enfim manejar por lei da sorte
Cajados não, mortíferos alfanges
Nos campos do colérico Mavorte;

E talvez entre impávidas falanges
Testemunhas farei da minha morte
Remotas margens, que humedece o Ganges.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2005

CONCURSO "O AGULHEIRO DOS SÁBIOS"



REGULAMENTO DO CONCURSO
Objectivos
· Estabelecer uma ligação cultural e educativa face ao património local e geral
· Desenvolver a capacidade de investigação
· Promover o conhecimento de Bocage e da época em que viveu

Tema
· Bocage e a sua época (século XVIII)

Destinatários
· Alunos dos ensinos básico e secundário da Escola Secundária de Bocage

Inscrições
· As inscrições devem ser feitas na Biblioteca da E.S.B., até 15 de Março de 2005

Calendário
· Duas fases: 1ª -7 de Abril, às 15:15, no Auditório José Saramago
2ª- 12 de Maio, às 15:15, no Auditório José Saramago

Tipologia das Provas
· Na 1ª fase, será aplicado um questionário de escolha múltipla com 40 questões
· Na 2ª fase, será redigido um texto de carácter criativo


Obras de referência
A informação para consulta e estudo está disponível na Biblioteca e no Blog
· Obras de Bocage, Lello & Irmão Editores (Prefácio de Teófilo Braga)
· Dicionário de Literatura, J. Prado Coelho
· História da Literatura, Óscar Lopes e A. J. Saraiva
· Bocage, Gigantes da Literatura Universal, Verbo Ed.
· História da Ciência e da Tecnologia, o Século das Luzes, Edições Asa


Júri

· Será constituído por docentes de diferentes grupos disciplinares da E.S.B.

Critérios de Avaliação
· Capacidade de pesquisa
· Selecção e rigor na organização da informação
· Originalidade e criatividade

Classificação dos concorrentes
· 1ª Fase:
- Básico - Passam à 2ªfase os alunos que obtiverem uma
pontuação igual ou superior a 50 pontos
- Secundário – Passam à 2ªfase os alunos que obtiverem uma pontuação
igual ou superior a 65 pontos
· 2ª Fase:
- Básico – uma produção escrita com 20 linhas
- Secundário – uma produção escrita com 30 linhas

Prémios
· Todos os concorrentes receberão um Diploma de Participação
· Para os três primeiros classificados, do ensino básico:
1º - Um leitor de MP3
2º -Uma viagem no Rio Sado
3º - Um exemplar da Enciclopédia da História em CD-ROM - Porto Editora
· Para os três primeiros classificados, do ensino secundário:
1º - Um leitor de MP3

2º - Um fim-de-semana num Albergue da Juventude (alojamento)
3º - Um exemplar da História da Literatura Portuguesa em CD-ROM - Porto Editora

Nota: Não poderão participar os alunos que sejam familiares da equipa organizadora deste projecto.


Entretanto, vai pesquisando e aprendendo mais sobre Bocage e o fabuloso século XVIII:

Informação on-line:

http://www.citi.pt/cultura/literatura/poesia/bocage/arcadia.html
http://www.citi.pt/cultura/literatura/poesia/bocage/arcadia.html
http://www.olharliterario.hpg.ig.com.br/biobocage.htm
http://bocage.no.sapo.pt/
http://faroldasletras.no.sapo.pt/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Iluminismo
http://www.rede-nonio.min-edu.pt/es/fam_freitas_branco/portugues/xviii.htm
http://www.instituto-camoes.pt/cvc/azulejos/sec18a.html
http://www.malhatlantica.pt/germanobagao/ensino/html/arevolucaodosecxviii.htm http://gallica.bnf.fr/themes/SciXVIII.htm
http://www.ci.uc.pt/artes/6spp/frames.html
http://www.petiscos.com/bebidas/index_bebidas_vinhos1.php4#sec5
http://www.arqnet.pt/portal/portugal/barroco/bar1765.html
http://www.marquise.de/en/1700/index.shtml http://www.prof2000.pt:9999/users/ceb/default.asp
http://rotas.fbnet.pt/0102/a05-00-00.shtml
http://www.instituto-camoes.pt/cvc/ciencia/p2.html
http://www.arqnet.pt/dicionario/joao5.html
http://www.arqnet.pt/dicionario/maria1.html
http://www.arqnet.pt/dicionario/pombal1m.html
http://www.arqnet.pt/dicionario/pinamanique.html
http://educaterra.terra.com.br/voltaire/cultura/iluminismo.htm
http://www.saberhistoria.hpg.ig.com.br/nova_pagina_110.htm
http://www.instituto-camoes.pt/cvc/literatura/iluminismo.htm
http://www.mundodosfilosofos.com.br/rosseau.htm

http://www.mundocultural.com.br/literatura1/arcadismo/bocage1/imagens.asp#




quarta-feira, 16 de fevereiro de 2005

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2005

OS LIVROS ESCOLHIDOS POR Emília Simões:

... (continuação)

ADIVINHAS DE PEDRO E INÊS é o meu livro preferido de Agustina Bessa Luís: pela estranha escrita, pela estrutura em espiral da narrativa, pela tese sobre a verdadeira história de Pedro, Inês e Constança, que me parece a única a fazer sentido à luz da realidade da época.
Uma grande riqueza de informações não será um dos menores encantos deste livro.

A ILUSTRE CASA DE RAMIRES, de Eça de Queirós, é, para mim, a mais interessante narrativa de um autor que adoro: é perfeita na construção, deliciosa na lucidez, magnífica na linguagem, profunda na descrição das pessoas… Gonçalo Mendes Ramires é o último varão de uma linhagem ilustre e mais antiga que o Reino de Portugal, entroncada num distante Rei Suevo. Vive à sombra da Torre Dos Ramires, relíquia do poder medieval dos Ramires de outrora, e a sua figura constitui um retrato admirável, tocante e consistente de um ser humano em todas as suas contradições e riqueza, envolvido numa teia de acontecimentos muito bem entretecida na realidade político-social do sec. XIX.

NOME DE TOUREIRO, de Luís Sepúlveda, é profundo, sentido e de uma verdade dolorosa, colocando-nos no meio do sofrimento causado pela ditadura particularmente feroz de Pinochet: é uma história de amor e fidelidade, de traição e iniquidade, de amizade e constância, mas também de grandeza e ideal.

VAI E NÃO VOLTES TÃO DEPRESSA, de Fred Vargas, pertence a um género que muito aprecio: o policial. Neste caso, é um policial erudito, com citações em latim e muitos conhecimentos de História, tendo como herói um antigo capitão de navio bretão, que, por causas várias, resolve retomar a profissão do avô e ganhar a vida como pregoeiro em Paris.
A sua caixinha de anúncios reserva algumas surpresas pouco simpáticas… E o desenrolar da história causará surpresas até à última página, talvez mesmo até à última linha. Na realidade, nada nem ninguém é o que parece!...