Bibliociência - Livros de Ciência...

Neste Gene, Célula, Ciência, Homem , da autoria de Manuel Sobrinho Simões, reúnem-se os seus mais interessantes textos sobre o cancro, a genética, o Popeye e as trilobites, entre outras questões tanto científicas como sobre super-heróis. A estes acrescentam-se as suas mais importantes entrevistas, onde a clarividência do seu pensamento é também patente.
  


 O artigo Vale a Pena Ser Cientista? delicia-nos com uma entrevista ao autor do livro. Ao longo da entrevista há relatos interessantes sobre a sua juventude, vida de estudante e das suas opções profissionais...
 
Destacamos a seguinte questão:

O que podemos esperar da genética?
O que se pode esperar da genética é o o conhecimento da base sobre a qual se constrói o que somos à custa de influências educacionais, económicas, alimentares. etc, etc,É  uma base muito pouco modificável no que diz respeito à estrutura dos genes por oposição à extrema variabilidade da regulação da função desses mesmos genes e dos seus produtos ( no fundo, a epigenética é muito mais importante que a genética). ( p.124) 

outras questões são colocadas ao autor... como por exemplo: E acredita que a clonagem é o caminho?  ou  vale a pena ser cientista? ou ainda, Que esperança pode a humanidade depositar na ciência a curto e médio prazo quanto à obesidade?

A equipa da biblioteca recomenda a leitura deste livro.... vem requisitá-lo!

Este livro...





Uma pesquisa digna de um mamute, anos de investigação e como resultado... o Big Bang, os dinossauros, o aquecimento global, a geologia, Einstein, os Curies, a teoria da evolução, a gasolina com chumbo, a teoria atómica, os quarks, os vulcões, os cromossomas, o carbono, os organismos edicaranos, a descontinuidade de Moho, o ADN, Charles Darwin e um zilião de outras coisas. Em linguagem não demasiado científica, sempre clara e com as devidas anotações, o leitor é conduzido, por este autor extremamente divertido e bem informado, numa viagem através do tempo e do espaço, cujo prato forte é também revelar-nos algumas ironias do desenvolvimento científico. Esta é verdadeiramente uma obra que nos dá a sensação de ter o mundo na palma da mão.


Breve História de Quase Tudo, de Bill Bryson
Tradução de Daniela Garcia
Lisboa: Quetzal Editores, 2003, 496 pp.
Enviar um comentário